Recomendações Integradas de Atividade Física, Comportamento Sedentário e Sono nas 24h do dia para a População Portuguesa

(this project is not under the CIDEFES leadership, portuguese version below)

Funding type: FCT

Timeline: 2018-2024

Principal Investigator: Rute Santos

Other Investigators: Projeto desenvolvido no âmbito da Universidade do Porto, CIAFEL.

  • Eduarda Sousa-Sá (CIDEFES)
  • Luís Lopes (CIAFEL)
  • Carla Moreira (CIAFEL)
  • César Agostinis-Sobrinho (Klaipeda University)
  • Rafaela Rosário (Universidade Minho)
  • Zhiguang Zhang (University of Alberta)
  • Sandra Abreu (Universidade Lusófona Porto)
  • Jade McNeil (University of New South Wales)
  • Bruno Rodrigues (CIAFEL)
  • João Martins (FMH – Universidade Lisboa)
  • Andreia Pizarro (FADEUP)
  • Sanne Veldman (Vrije University Amsterdam)
  • Hugo Pereira (CIDEFES)
  • Jorge Mota (CIAFEL)

Partners:

Universidade Lusófona (Portugal); Direção Geral Saúde (Portugal); Faculdade de Motricidade Humana, Universidade de Lisboa (Portugal); Children’s Hospital of Eastern Ontario Research Institute, University of Ottawa (Canada); Faculty of Medicine, University of Ottawa (Canada); Early Start, University of Wollongong (Australia); Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física, Universidade de Coimbra (Portugal); Caledonian University Glasgow (UK); University of Granada (Spain); School of Exercise and Nutrition Sciences, Queensland University of Technology (Australia); Norwegian School of Sport Sciences (Sweden); Division of Global Health, University of California S. Diego (USA); School of Health Sciences, University of South Australia, (Australia).

Summary:

Os níveis de atividade física (AF), comportamento sedentário (CS) e sono têm importantes efeitos na saúde ao longo da vida. As preocupações de saúde pública em relação aos níveis populacionais desses comportamentos têm levado investigadores a interessarem-se sobre como os vários “comportamentos de movimento” que compõem as 24h do dia (sono, CS e AF de todas as intensidades) interagem, combinam e influenciam a saúde de forma holística.

Portugal não tem recomendações de movimento nas 24 horas do dia baseadas em evidência, nem adotou, adaptou ou construiu de novo recomendações para qualquer um dos comportamentos de movimento. No entanto, os níveis de AF, CS e sono dos portugueses são preocupantes pelas consequências de saúde que lhes estão associadas. Por isso, e apesar do combate aos estilos de vida pouco saudáveis das populações ser complexo e exigir uma abordagem multissectorial, multidisciplinar e interdisciplinar, a existência de recomendações constitui um passo importante neste esforço.

Este projeto tem como objetivo desenvolver Recomendações Integradas de Atividade Física, Comportamento Sedentário e Sono nas 24h do dia para a população portuguesa, seguindo o processo GRADE-ADOLOPMENT – uma adaptação da Grading of Recommendations Assessment, Development and Evaluation (GRADE). Esta é uma abordagem passo-a-passo que visa tirar partido de experiências internacionais e envolver outras partes interessadas para adotar, adaptar ou criar novas recomendações com base em recomendações fidedignas já existentes. Adotar-se-á a GRADE-ADOLOPMENT às recomendações de Movimento 24h da Austrália e Canadá. Portanto, este projeto será executado em estrita colaboração com os grupos de investigação responsáveis pelo desenvolvimento dessas recomendações (CHEO Research Institute: Children’s Hospital of Eastern Ontario, University Ottawa, Canada e o Early Start Research Institute, University Wollongong, Australia).

As Recomendações Portuguesas de Movimento 24h representarão uma mudança de paradigma para profissionais e organizações, uma vez que enfatizarão a integração de todos os comportamentos de movimento, obrigando a uma mudança de pensamento sobre o movimento, deixando para trás considerações isoladas de cada um dos comportamentos de movimento.

As recomendações de movimento 24h representam uma ação significativa na forma como promovemos uma vida saudável, com a integração do sono, CS e AF destacam os efeitos positivos, interativos e potencialmente sinérgicos que podem ocorrer quando os comportamentos são vistos de forma holística. Este novo paradigma representa uma oportunidade real de usar as novas recomendações de forma inovadora e de revigorar a forma como se promovem os estilos de vida ativos. É chegado o tempo de se progredir na forma como se abordam os comportamentos de movimento relacionados com a saúde. Dada a perspetiva da diminuição da saúde da nossa população e o mau prognóstico dos orçamentos dos cuidados de saúde, o nosso futuro depende disso.